Feijó lamenta o veto da presidente Dilma sobre os subsídios da cana

Meu primeiro pronunciamento em plenário, ontem (29), foi em tom de crítica, a fim de lamentar o veto da Presidenta Dilma ao dispositivo da Medida Provisória 619, que concedia os subsídios aos produtores de cana de açúcar do Norte do Estado do Rio de Janeiro, assunto que já tinha tratado aqui na Câmara dos Deputados, quando celebrei a concessão da subvenção econômica, referente à safra 2011/2012, que agora foi vetada pela presidente Dilma (veja aqui).

Dep. Paulo Feijó lamenta o veto da presidente Dilma sobre os subsídios da cana

Essa medida não significa nenhum privilégio, não significa nenhum favor do Governo em relação aos produtores de cana do Norte do Estado do Rio de Janeiro. Na verdade, são 3 mil pequenos produtores que sobrevivem nas mais diversas adversidades. O que nós queremos é o mesmo tratamento dos produtores do Nordeste do nosso País.

A região Norte do Estado do Rio de Janeiro vive problemas climáticos talvez até maiores do que os vividos pelos produtores do Nordeste. A produtividade do Norte do Estado do Rio de Janeiro é menor do que a produtividade dos produtores do Nordeste. Portanto, foi uma luta enorme conduzida aqui pelo nosso Líder Garotinho, numa sessão estafante. Quando nós conseguimos, apesar da má vontade do Presidente da Casa, aprovar essa medida naquela noite, a Presidenta Dilma demonstrou pouca informação, talvez pelo péssimo assessoramento dela em relação a essa matéria, e na tarde de anteontem ela vetou esse dispositivo.

Eu lamento muito essa falta de sensibilidade da nossa Presidenta. Resta-nos, agora — o que é difícil —, apreciar esse veto e derrubá-lo aqui no Congresso Nacional. Mas essa luta vai continuar.

Isso gerou um descontentamento muito grande, uma frustração muito grande para esses 3 mil pequenos produtores de cana do Norte do Estado do Rio de Janeiro. Contudo, a nossa luta foi válida.

Eu aproveito para agradecer aqui à bancada do Rio de Janeiro, principalmente ao Líder Deputado Anthony Garotinho, e quero, mais uma vez, lamentar a falta de sensibilidade da Presidenta, da sua equipe, consolidando uma injustiça com os produtores de cana do Norte do Estado do Rio de Janeiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *