Tag Archive for campos

Extensa programação marca inauguração do Cepop

Em homenagem ao aniversário de 177 anos de elevação de Campos à cidade, a prefeita Rosinha Garotinho entregou à população o Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop). Para marcar a inauguração do novo espaço onde a cultura regional, estadual e até nacional irá se manifestar, uma extensa programação foi elaborada, com shows, desfiles cívicos, bandas de fanfarras, micareta, entre outros.

Eu participei dos eventos ao lado da prefeita e pude comprovar a importância de um espaço grandioso como o Cepop para a nossa cidade. O local, que tem capacidade para 40 mil pessoas, ficou completamente lotado no fim de semana e a estimativa é que 60 mil pessoas tenham comparecido ao show do Parangolé, na sexta-feira, levando em conta o número de pessoas fora do Cepop.


Feijó inicia programa de rádio em São Fidélis

Eu dei início hoje (17) ao meu programa de rádio em São Fidélis, cidade pela qual tenho o maior carinho e cujo povo mora em meu coração. A partir de agora, todos os sábados, das 8h às 10h, estarei fazendo este contato com o povo fidelense pelas ondas da rádio Coroados 131 AM, do meu querido amigo Zé William.

O programa Mesa Redonda conta com a apresentação do amigo Idson Barrozo e já neste primeiro programa tivemos uma grande participação dos ouvintes através de telefonemas ao vivo. E o objetivo é exatamente este, me manter próximo do povo de São Fidélis e fazer do programa uma extensão do nosso trabalho na Câmara dos Deputados, pois na rádio terei a oportunidade de ouvir os cidadãos, conhecer seus anseios e as necessidades do município e da região.
Neste sábado, contamos ainda com a participação do ex-prefeito Davi Loureiro, que foi nosso entrevistado.

Participação do ex-prefeito de São Fidélis, Davi Loureiro

Eu sou o Feijó de sempre e neste meu 6º mandato, eleito pelo povo (duas vezes como vereador e quatro como deputado federal), eu espero correponder com o povo fidelense, pois entendo que o político bem intencionado pode fazer muita coisa boa por esta região e pelo estado do Rio.

Você também pode ouvir o progama pelo site da Coroados (www.radiocoroadosam.com). Quem quiser participar do programa, será uma honra. O telefone é (22) 2758-1275.


Deputado Feijó atua em comissões no Congresso Nacional

O deputado federal Paulo Feijó (PR-RJ) foi indicado na Câmara dos Deputados como membro titular da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle e como membro suplente da Comissão de Minas e Energia.

Importante para que possa participar de forma ativa e bem próxima no desenvolvimento das funções legislativas e fiscalizadoras das comissões, principalmente em debates e discussões com a sociedade em geral e demais parlamentares. Feijó também é membro titular da Comissão Externa para apuração sobre o vazamento de óleo na Bacia de Campos.


Feijó se reune hoje com presidente do Ibama e diretor da Petrobrás

O deputado federal Paulo Feijó continua hoje (29) participando de mais audiências com a Comissão Externa da Câmara dos Deputados criada para apurar e acompanhar as investigações sobre o vazamento de óleo na Bacia de Campos em uma plataforma da Chevron. Às 15h, Feijó e os demais parlamentares que integram a Comissão terão uma audiência com o presidente do Ibama, Curt Trennepohl, e, em seguida, com o diretor da Petrobras, Fernando Carvalho, ambos em Brasília.

Ontem os deputados estiveram no Rio de Janeiro participando de uma série de reuniões. Eles se reuniuram com o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc; com a diretora da ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Magda Chambriard; e com a Polícia Federal (PF). A comissão quer averiguar os danos ambientais e à saúde provocados pelo acidente.

A Comisão Externa da Câmara dos Deputados é formada pelos deputados Doutor Aluízio (PV-RJ), Delegado Protógenes (PCdoB-SP), Paulo Feijó (PP-RJ) e Alessandro Molon (PT-RJ). Para o deputado Paulo Feijó, deputado da Comissão que representa Campos e região, o trabalho da Comissão Externa é fundamental para ajudar a identificar as reais causas do acidente da Chevron e os seus verdadeiros impactos, principalmente, junto aos municípios da região produtora de petróleo, como Campos, Macaé e Quissamã.

- Estamos, na Comissão Externa, envolvidos com o levantamento do maior número possível de informações, para que possamos esclarecer as reais causas dos acidentes, e desta forma, auxiliar no estabelecimento das sanções cabíveis pelos impactos ambientais e danos aos municípios produtores e, ao mesmo tempo, estabelecer parâmetros e diretrizes para que uma tragédia ambiental deste porte não volte a ocorrer novamente. Está claro para todos nós da Comissão Externa que a empresa Chevron falhou, sem ter sequer um plano de contingenciamento, além de deliberadamente ter minimizado e omitido as verdadeiras dimensões do vazamento de óleo no Campo do Frade – declarou o deputado Paulo Feijó.


Feijó faz a defesa dos royalties no Congresso Nacional

“Os royalties de petróleo são compensações, não são benefícios que possam ser oferecidos aqueles entes federativos que não sofrem o impacto negativo da cadeia de petróleo”.

Na próxima sexta-feira (23), irá acontecer em Campos o manifesto em defesa dos royalties do petróleo, na Praça São Salvador, e em Brasília o deputado federal Paulo Feijó (PR-RJ) defendeu os municípios produtores no pronunciamento desta tarde, no Congresso Nacional. “Não podemos nos calar no instante que, agora mesmo, neste Parlamento, pessoas se movimentam para prejudicar os municípios produtores. É preciso uma reação imediata e por isso gostaria que todos nós pudéssemos estar no movimento ‘Justiça Para Quem Produz’, que vai acontecer em Campos, nesta sexta-feira, às 16 horas, sob iniciativa da prefeita Rosinha Garotinho, vice-presidente da Ompetro (Organização dos Municípios Produtores de Petróleo)”, convidou.

Com a proximidade do prazo final para que o Congresso Nacional aprecie o veto do ex-Presidente Lula à lei que redistribui os royalties do petróleo para entes federativos não produtores, Feijó foi enfático.

- Beira às raias do absurdo que esta digna Casa de Leis se preste ao papel de apreciar a possibilidade de rejeição do veto, na medida em que estaria cometendo uma ilegalidade ao prever uma alteração ao proposto por nossa Carta Magna, que assegura o pagamento dos royalties não como benesses, mas sim como indenizações devidas apenas aos entes produtores, em face dos severos impactos sociais e ambientais da atividade de petróleo. Se o veto for tombado, irá se estabelecer a crise mais profunda de todos os tempos do Estado do Rio de Janeiro. Caso a proposta alternativa especulada pelos corredores deste Parlamento seja referendada, os Municípios produtores iniciarão perdendo cerca de 30% de suas receitas já em 2013, chegando a 80% de queda da arrecadação em 2020 – destacou o deputado, que está em seu quarto mandato na Câmara dos Deputados.

Esta luta do deputado na defesa dos royalties vem de longe. Feijó foi o único parlamentar da região Norte Noroeste Fluminense a votar, em 1995, em favor da lei que aumentou os royalties do petróleo da Região. Graças a isso, prefeituras como a de Campos, Macaé e Quissamã podem contar com verbas que têm contribuído para mudar o perfil de suas cidades. E em seu pronunciamente de hoje, decretou: “Os royalties de petróleo são compensações, não são benefícios que possam ser oferecidos aqueles entes federativos que não sofrem o impacto negativo da cadeia de petróleo”.

VISITA A MACAÉ – Semana passada, o deputado fez uma visita a Macaé, junto dos demais integrantes da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, da qual Feijó é suplente, com o objetivo de conhecer as realidades sócio-econômicas e ambientais de um município produtor de petróleo, a fim de promover um debate em Brasília sobre projetos necessários para minimizar o impacto das profundas transformações que sofrem estas cidades por terem a produção e a exploração de petróleo como atividade principal da sua matriz econômica.


Feijó, Garotinho e prefeita Rosinha fazem movimento em Brasília com a bancada do Rio em defesa dos royalties

Em clima de tensão, o deputado federal Paulo Feijó (PR-RJ) e outros parlamentares da bancada do Rio, entre eles o deputado Anthony Garotinho e a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, participaram, na tarde desta quarta-feira (19), de um manifesto em Brasília, com o objetivo de destacar a posição contra a iniciativa de redistribuir os royalties do petróleo.

O ato do grupo teve início no Salão Negro e continuou na rampa do Congresso Nacional, num dia de muita chuva em Brasília. A bancada do Rio continuou reunida ao longo de toda a tarde, definindo estratégias em defesa dos municípios produtores.

- Está sendo um momento difícil, é um absurdo, um verdadeiro assalto o que está sendo feito ao Rio de Janeiro, mas nós não vamos desistir de lutar. É preciso dar um basta aos muitos argumentos mentirosos usados para esconder, na verdade, a intenção demagógica de políticos que desejam roubar dos municípios produtores direitos adquiridos e preservados pela Constituição Brasileira. O petróleo é do Brasil, mas os royalties, todos sabem, são indenizações estabelecidas pela Constituição Federal como medidas compensatórias, para municípios e estados que sofram os impactos da atuação das empresas ligadas às atividades petrolíferas – enfatiza o deputado Paulo Feijó, ressaltando que da bancada do Rio, não participaram do movimento os deputados Brizola Neto (PDT), Benedita da Silva e Edson Santos (PT).

Em seu discurso de hoje, em plenário, Feijó destacou que a prefeita RosinhaG arotinho tem alertado sobre estas perdas desde que assumiu o mandado, em 2009, e tem sido a única voz entre os prefeitos fluminenses a se manifestar contra a aberração jurídica que se desenha no Congresso Nacional para prejudicar municípios e estados produtores. “Estamos certos de que a legalidade está ao nosso lado e que, portanto, não podemos recuar na defesa do que acreditamos e, portanto, não iremos ceder sem lutar. Não podemos recuar na defesa do que acreditamos e, portanto, não iremos ceder sem lutar”, declarou em plenário.


Deputado Feijó e prefeita Rosinha recebem secretário executivo do Ministério do Esporte


O deputado federal Paulo Feijó (PR-RJ) recepcionou em Campos, nesta sexta-feira (07), junto da prefeita Rosinha Garotinho e do vice-prefeito Dr. Chicão, o secretário executivo do Ministério de Esporte, Waldemar Manoel Silva e Souza, que até ontem respondia, interinamente, pelo ministério, devido a viagem internacional do ministro Orlando Silva. Nesta semana, Feijó e Rosinha reuniram-se com o ministro em exercício, em Brasília.

A primeira atividade foi no Cais da Lapa, onde a prefeita efetuou a entrega de 3 barcos conversíveis a Liga Náutica de Campos e onde foram apresentadas várias modalidades esportivas, entre elas, o remo. De lá seguiram para as obras do Cepop (Centro de Eventos Populares Osório Peixoto), onde a prefeita e o deputado apresentaram o espaço que será voltado para a cultura e atividades e será palco para os desfiles de Carnaval, cívicos e grandes eventos de importância para a cultura da cidade.

Na visita a Campos, o secretário executivo do Ministério do Esporte falou sobre o programa federal Cidade Esportiva, que tem como objetivo colocar o país entre as 10 primeiras posições das Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016. “E a cidade de Campos tem tudo para integrar o programa com a modalidade do remo”, garantiu Waldemar Manoel Silva, elogiando a iniciativa do governo municipal em elaborar um projeto, já apresentado pela prefeita, para a construção de um Centro de Treinamento de Remo, em Lagoa de Cima, e de uma pista coberta para ciclismo.

- Quisera eu que as seis mil cidades seguissem o exemplo de Campos, que apresentou um projeto que vai detectar e lapidar talentos para as Olimpíadas do Rio. É um trabalho que exige infraestrutura que Campos já tem – destacou o secretário executivo.

Novos encontros serão realizados em Brasília e o deputado Paulo Feijó, um apaixonado por atividades esportivas, estará atuando junto à prefeita Rosinha para que Campos esteja na rota da Olimpíadas do Rio e que o Rio Paraíba seja novamente valorizado com as atividades náuticas.